ORIENTAÇÕES AO PACIENTE

Orientações Importantes

A realização de uma cirurgia está, quase sempre, associada a um variável grau de ansiedade por parte do paciente. Com o objetivo de minimizar esse quadro, fizemos esse tópico sobre orientações pré e pós operatórias, para que algumas dúvidas sejam sanadas de forma satisfatória.

Antes de qualquer procedimento cirúrgico a paciente deve passar por uma avaliação clínica criteriosa com o seu cirurgião. Essa medida, além de estreitar a relação médico-paciente, promove meios de diagnósticos e tratamentos eficazes para uma programação cirúrgica bem sucedida, ato indispensável ao sucesso de uma cirurgia.

Exames pré operatórios são solicitados. É de suma importância termos conhecimento sobre o eventual uso de medicações, relato de alergias, principalmente medicamentosas, passado cirúrgico, uso de álcool, tabagismo e outras drogas ilícitas.

Quanto ao uso de algumas substâncias, temos as seguintes orientações:

- Não utilize medicações contendo AAS (Ácido Acetilssalicílico), Ginko Biloba, Ginseng ou derivados por 2 semanas antes e 1 semana após a cirurgia;
- Não fume por 1 mês antes e 1 mês após a cirurgia. A nicotina tem efeito constritor nos vasos sanguíneos da pele e pode causar distúrbios na cicatrização, com aumento das chances de necrose e infecção;
- Não utilize bebidas alcoólicas por 48 horas antes da cirurgia. Evite também seu consumo enquanto estiver usando antinflamatórios no pós operatório, a fim de diminuir a agressão no estômago e evitar o surgimento de uma gastrite;
- Quando possível, suspender o uso de hormônios (reposição hormonal para menopausa, anticoncepcional hormonal) 1 mês antes da cirurgia; - Evite todo e qualquer medicamento para emagrecer, por um período de 10 dias antes do ato cirúrgico;
- Proibido, por possibilidade de graves consequências, submeter-se a qualquer procedimento cirúrgico após ter consumido “drogas ilícitas”, por um período inferior a 15 dias;
- No caso do uso de anti hipertensivos e hipoglicemiantes, eles ser tomados no dia da cirurgia, apenas com um pequeno gole de água; Todos os exames solicitados devem ser mostrados com antecedência ao cirurgião, para que em caso de alterações, essas possam ser resolvidas a tempo de se realizar o procedimento na data desejada;
- No dia anterior à cirurgia, a paciente deve fazer um jejum completo (inclusive de líquidos) por 8 horas;
- Evitar o uso de maquiagens e loções corporais no dia do internamento, sendo necessário apenas um banho com sabonete líquido neutro e higiene oral;
- Chegar 90 minutos antes do horário marcado para a cirurgia, de preferência com um acompanhante maior de idade, levando consigo seus documentos pessoais( necessários para admissão), produtos de higiene, uma roupa leve e de fácil manuseio para colocar no momento da alta, meias elásticas, etc, além de todos os exames pré operatórios. Deve evitar levar jóias e objetos de valor; Também é interessante conhecer a política de internamento do hospital no qual será realizado o procedimento.

Os pós operatórios das cirurgias são bastante variáveis, já que temos uma imensa variedade de cirurgias, cada uma com suas peculiaridades. É relativamente comum surgirem sentimentos de “tristeza” ou até de arrependimento nos primeiros dias após a cirurgia devido ao desconforto inicial. Posteriormente esses sinais são facilmente substituídos pelo prazer e satisfação, assim que o inchaço e as equimoses regredirem e os benefícios ficarem nítidos. Como medida auxiliar na recuperação pós operatória, é comum a indicação dos profissionais da fisioterapia. Vale ressaltar que além de diminuir o desconforto pós operatório, quando realizadas por profissionais habilitados, essas medidas aceleram e melhoram o nosso resultado final. Da mesma forma, quando pacientes são manuseadas por profissionais não qualificados, podem prejudicar substancialmente o resultado final almejado.

As atividades físicas no pós operatório são liberadas aos poucos, dependendo da cirurgia realizada. Em alguns casos já liberamos atividades desportivas de baixo impacto, como esteira e bicicleta, já no 15º. dia pós cirurgia. A exposição solar é proibida enquanto as pacientes apresentarem “equimoses” (manchas rochas), sob o risco de ficarem com a pele marcada. O ideal é que essa exposição seja evitada por no mínimo 90 dias. E em caso de uma necessidade de exposição, que seja feita com o uso de um protetor solar, FPS 60 ou mais, que deve ser retocado a cada duas horas ou em caso de contato com a água.